quarta-feira, 1 de julho de 2009

a idéia era essa ...



hoje, eu tava vendo filme de criança na Sessão da Tarde, e no fim, o garoto disse mais ou menos isso : " O amor é uma coisa feia, e terrível, mas, que todos cometem, ele te deixa sangrando, e quando acaba, só restam as lembranças, seja como for, ela será sempre o meu primeiro amor, e isso, nunca vai mudar ."

pode não ser exatamente a mesma coisa, mas, a idéia é essa, e, eu concordo, e apesar de o amor ser uma coisa fei a terrível, nós precisamos dele .

e também, muitas coisas terríveis acontecem seguidas de coisas boas, então isso não tem lá muita importância, mesmo sendo verdade .

então, que sejam cometidas coisas boas, em nome dessas coisa feia e terrível .

2 comentários:

  1. "O universo amoroso é hipócrita. Cheio de máscaras. Impressiona-me como esse sentimento míope motiva tantas graças. Mas, como? (BANDEIRA,2009)"

    "Sabe? A paixão é uma grande eliciadora de psicopatologias: ficam obsessivos compulsivos pelo Outro, autistas para o mundo e depressivos para consigo mesmo. Depois de todas esses acometimentos mentais-sociais, ainda assim eu sou visto como um louco, o anormal. Pois é, acho melhor ficar com minhas loucuras. Ficarei com os meus pensamentos e minhas percepções do amor, assim mesmo, solitário. Um dia alguém me entende (BANDEIRA, 2009)."

    Ainda que com estes recortes, no final o amor sempre me vence, mesmo com todos esses pensamentos racionais. É, ele realmente me machuca, mas creio que gosto de sofrer. Ao menos me rende alguns textos. Assim como rendeu pra vc! rs


    Parabéns!!! Adorei!!! Estilosa, linda e ainda escreve. Fantástico.

    Bju!!!

    ResponderExcluir