quarta-feira, 17 de março de 2010

with a friend to call my own ♫


o mundo parecia conspirar contra um garoto sensível, que se sentia sozinho, mas, quando ele estava com o seu cachorro, não era a mesma coisa .
não é de Charlie Brown e Snoopy que eu estou falando (milagre né ? eu sei ). estou me referindo a Willie Morris e Skip .
o filme ( Meu Cachorro Skip ) foi baseado em fatos reais, mas, mesmo que fosse uma história de ficção, muita gente iria se identificar .
o garoto era filho único, não tinha nenhum amigo da idade dele, e todo mundo enchia a paciência dele na escola ( é, eu sei bem como é ... ) . quando ele fez nove anos, ganhou um cachorro, sem o seu pai concordar ( pois, ele achava que se alguma coisa de ruim acontecesse ao cachorro, o garoto já sofreria mais do que de costume ) .
o cachorro era sozinho, e o menino também, então, se tornaram o melhor amigo um do outro .
algumas pessoas naquela época ( e ainda hoje ) eram meio racistas, mas, o menino e o cachorro não se importavam, então arranjaram novos amigos e novos ídolos ( já que o vizinho, que era ídolo do menino, havia ido para a guerra ) .
um dia, durante um jogo de baseball, o cachorro invade o campo, e todo mundo manda o menino tirar o cachorro de lá, mas, ele não obedece, então ele bate no cachorro, todo mundo acha ruim, e o cachorro vai embora ( não dizendo que o menino estava certo, mas, ajudar, ninguém quis ... ? ) .
o vizinho deles já havia retornado para casa, e todo mundo dizia que ele era medroso, pois havia " fugido " da guerra, mas, o menino entendeu, que ele havia feito isso, não por medo de morrer, e sim, porque matar é uma coisa horrível . depois, o garoto foi procurar o cachorro, que havia apanhado de um bandido, aí, o vizinho, que até então era " covarde ", veio defender o menino e o cachorro, que foi levado às pressas ao veterinário .
o médico disse que só Deus sabia se o cachorro ia sobreviver, e enquanto o menino se lamentava, o cachorro acordou :]
os anos se passaram, e Willie ganhou uma bolsa de estudos na faculdade e teve que se mudar, seu quarto ficou para Skip, que sentia muito a sua falta. algum tempo depois, seu pai lhe telefonou, para dizer que Skip havia morrido, e ele o enterrara embaixo da árvore dele e do menino .
mas, para Willie, Skip estava enterrado em seu coração, e ele pensou em Skip todos os dias .
__
nem precisa dizer que eu chorei muito e fiquei abraçada com a minha cachorra, pensando em como vai ser no ano que vem, se eu for fazer faculdade fora :/
realmente, o cachorro da nossa infância, nos ensina muita coisa, menos a pensar em como seria a vida sem ele ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário