sábado, 10 de março de 2012

cansei

Tô cansada de chantagem emocional, tô cansada de todo mundo me dizendo o que fazer, de coisas muito simples dando muito errado, do meu nome rolando em conversas de gente que eu nem conheço. Tô cansada de piadinhas preconceituosas, de cobranças desnecessárias, de perguntas que eu nunca saberei responder. Tô cansada de nadar e morrer na praia, de ter que escolher entre uma coisa e outra, de gentileza que não gera gentileza. Tô cansada de falsidade, de falta de educação, e até dessa mania besta que as pessoas tem de colocar milho e ervilha nas coisas, tô cansada do telefone, de ter que sair de casa no Domingo quando eu quero estudar, da pressa alheia, e da minha própria pressa também. Tô cansada de tudo, até mesmo de ficar cansada. :~

sexta-feira, 2 de março de 2012

porque sal é fundamental.


" Você ama o meu jeito largado de ser, adora meus olhos sempre pintados de preto e vez ou outra confessa uma queda pelo meu cabelo cor de chiclete. Treme na base quando eu não fujo das suas indiretas e se diverte com as girias do meu vocabulário. Acha incrivel como eu sei conversar horas a fio sobre as bandas que você gosta, quando te venço no video game, e falo dos livros que você leu. Fica extasiado quando eu não me troco por qualquer coisa, quando não mudo minha postura pra agradar ninguem e quando não tenho vergonha de assumir que eu sou mesmo assim, meio cara-de-pau, meio que distribui sorrisos. Diz que eu sou linda assim, muito mais que todas as suas amigas, mas eu suspeito. Adora meus papos de arte, meus sonhos de cair no mundo e adora me iludir que vai comigo, mas no fundo eu sei. Eu posso ser mesmo tudo isso aos seus olhos, mas no fim, na hora de andar lado a lado, de dar as mãos e apresentar nos almoços de familia são elas que você prefere. Elas, as que não tem nada do que voce tanto admira em mim. As que não sabem quem é Jimi Hendrix, Janis Joplin ou Eric Clapton, as que nunca viram uma tesoura de cabelo na vida, as que tem medo quando voce liga de madrugada e que só sonham em ter uma familia. As que você sempre diz que não possuem charme algum perto de mim. Eu sei, no fundo eu sempre soube. Mas quer saber? Talvez, eu que devesse ter vergonha de você. Porque um homem que esconde o que realmente quer, não é outra coisa que não motivo de vergonha. E no fim, talvez elas é que mereçam estar ao seu lado, alguem tão sem sal quanto. Antes sozinha do que amarrada a algum traste que não sabe o que quer. " (Gabriella Chame)

este texto foi escrito no California Calling, antigo blog da Gabriella, em 2010. Desde a primeira vez que eu li este texto, eu pensei: "nossa! tirando a parte do cabelo cor de chiclete e do video game, parece a minha vida." . Apesar de ter sido por causa de uma pessoa em especial (que já foi embora da minha vida), o texto ainda faz todo o sentido, acho que isso vale para todos os tipos de relacionamento, pois grande parte também se aplica àqueles amigos (ou familiares) que dizem que te aceitam, mas fazem coisas "desnecessárias".